Propiciar um espaço de integração, troca e discussão de projetos desenvolvidos por alunos dos ensinos fundamental e médio de escolas públicas, privadas e ong’s; ou, Apresentar um novo método de estudo; ou, Desenvolver um sistema para transformar energia solar em elétrica; ou, Envolver os alunos em novas práticas alimentares; ou Discutir sobre Cyberbullying.
O presente projeto foi desenvolvido no espaço educacional do Instituto Singularidades, em parceria com o Instituto Cultural Lourenço Castanho. Inicialmente conversamos com as escolas parceiras e públicas para verificar o interesse e posteriormente elaboramos o cronograma de atividades e a data do evento. Dando sequência, recebemos as inscrições dos alunos/escolas, recebemos os arquivos de apresentações, associamos a criação das sessões, compostas de quatro projetos cada. No dia anterior ao evento, preparamos o espaço e alocamos os arquivos de cada sessão em sua sala de apresentação, por período, assim, facilitando o desenvolvimento das atividades na hora das apresentações. Para que o evento ocorresse, foi necessário o auxílio dos funcionários e alunos do instituto, mediadores e monitores da comunidade educacional, bem como, a locação de equipamentos (Kits multimídia, gerador de energia elétrica, bebedouros), a compra de material de limpeza, higiene e a contratação de serviços temporários de limpeza, portaria e apoio.
Buscamos produções tridimensionais e a exploração de materiais, construímos coleções com finalidade de produzir atividades plásticas com materiais variados inspirados nas obras do artista. Foi possível vivenciar e conhecer as sensações que os materiais provocam e ainda despertamos um olhar para criação e a estética nas produções plásticas. O primeiro contato com a obra do artista despertou a curiosidade, as crianças ficaram encantadas com a obra “o Manto” houve grande empatia com a história de Arthur Bispo do Rosário e com suas produções. Coletamos materiais variados que despertaram certa alegria com a diversidade e a reutilização. O ponto chave foram as obras tridimensionais, com a riqueza e variedade de materiais pudemos caminhar buscando novas possibilidades de construções, surgiu grande motivação e uma chuva de ideias para o trabalho com Arthur Bispo do Rosário. Ao entrar em contato com as obras do artista as crianças puderam aprender a afinar olhar para formas diversificadas de arte, identificando materiais inusitados e explorando-os em suas formas tridimensionais com muita autonomia.
Há no Brasil muitos eventos ligados a Educação, congressos, seminários, colóquios, etc, estes, todos voltados à professores, gestores e/ou pesquisadores, todos voltados ao público graduado ou em graduação no ensino superior. O Icloc Jovem é um Congresso voltado ao público da escola básica nos níveis de fundamental II e médio, um congresso para dar voz aos alunos e fechar um ciclo, onde até então o aluno da educação básica só tinha voz em alguns eventos específicos ou na própria sala de aula. Em parceria com o ICLOC o Singularidades abriu espaço para que o aluno pudesse apresentar seus projetos significativos, desenvolvidos na escola ou na comunidade, onde pode-se perceber o engajamento, o protagonismo, a dedicação dos alunos em melhorarem a vida em sociedade, seja por meio de uma ajuda na forma de estudar, por meio dos coletivos ou por meio da necessidade social ou da comunidade em que vive. O Projeto Icloc Jovem, vem de encontro ao processo de ensino e aprendizado, uma vez que, corrobora para a disseminação das práticas dos alunos, mostrando à comunidade educacional as tendências e interesses dos jovens para a construção e crescimento do país.
Há itens que precisam ser preenchidos

Quantidade máxima de inscrições esgotada.
Icloc Jovem



A quantidade máxima de trabalhos chegou ao limite em 2019.